quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Décimo Primeiro dia

                         


                                   

Hoje a Laura veio dormir aqui em casa. Não gosto de perceber o quanto ela já cresceu, me dá um aperto tão grande no peito </3 que muitas vezes choro quando vejo suas fotos. Sei que não sou a melhor madrinha... tenho um gênio muito difícil que muitas vezes não compreende essa fase criança que eu quero muito que dure (nem eu entendo essa loucura, acredite.) Bom, pelo menos sei que estou no caminho certo de alguma coisa quando vejo sua alegria na minha chegada e quando ela me diz carinhosamente "Dindinha, quando eu crescer quero ser igual a você".

Um comentário:

heloisa de mesquita inoue disse...

Eu também me sinto assim: de coração apertado quando vejo que já não sou o todo do seu universo...